Carros, uma paixão

Muitos podem dizer que é perda de tempo e até de dinheiro, mas para um colecionador de carros antigos é um prazer saber que cada exemplar traz muitas histórias.

O dentista André Tonetto faz parte da “tribo” apaixonada por carros antigos. Em seu acervo, três da marca Ford, um de 1928, com volante na direita, e dois vermelhos de 1929, além de um Fusca 69. De 1966, uma lambreta também está na lista.

O carro mais novo, o Fusca vermelho, foi o que deu início a coleção, adquiriu em agosto de 2011. “Acabei trocando pelo Ford 29, mas depois comprei de volta”, observa. O mais antigo é o Ford 1928, que está em manutenção, depois vem o Ford 1929 (AZA 1929), este, depois que adquiriu ocorreram alguns problemas de aquecimento do motor. “Por algumas vezes estive trancando as ruas com ele apagado”, comenta. O problema fez com que André saísse garimpando em ferros-velhos da região.
“Agora tenho peças para reposição de qualquer parte desses veículos”, ressalta.

Andre_lambreta carros_todos Fordvermelho2Ford1928_manutencao

Tonetto coleciona carros apenas por hobby, mas fez questão de destacar a sensação de dar umas voltas com eles pelas ruas. Com certeza o estilo dos automóveis da década de 20 chama a atenção. “A partida do Ford 29 é na manivela”, explica. E, falando das histórias de cada veículo, disse que já trocou várias ideias sobre o assunto com os seus pacientes que têm mais idade.

Todos os veículos são emplacados e documentados e ficam protegidos em áreas cobertas por lonas. André falou que o Ford 28 não está em condições de ser dirigido, pois está sendo restaurado.

Essa paixão fez com que ele buscasse conhecimento de mecânica básica e avançada em livros, pois antes precisava chamar mecânico para qualquer falha nos veículos. “Não estou apto a reformar motor ainda, mas minhas habilidades estão em regular os freios e carburadores e colocar no ponto, coisa fundamental para carros antigos, pois sempre que ficam algum tempo sem funcionar, mais de duas semanas, começam a dar problemas”, admite.
Ele dá dicas para quem pensa em ser um colecionador: ter um mecânico conhecido e ler sobre o funcionamento e manutenção do veículo. Além disso, salientou que antes da compra é preciso fazer uma boa avaliação para depois não ter muitos gastos com consertos e reformas. “Se possível, comprar um manual original, pois tem todas as informações necessárias para os cuidados mecânicos”, completa.

André é especialista em prótese e implantes e mestre em clínica odontológica, como desafios da profissão, disse que é preciso se manter sempre atualizado perante as novas tecnologias e os avanços dos biomateriais. O profissional é parceiro da DSP e destacou a flexibilidade que a empresa oferece nas negociações. “Este fato faz com que eu mantenha a DSP como preferencial e única nas minhas compras”, conclui.

Comentários

comentários