EPOG – Joinville inova na didática em curso de especialização em implantodontia. 

Desenvolvimento do conhecimento científico com aplicabilidade na prática odontológica

O capital intelectual é a soma do conhecimento e de informações de todo o grupo de docentes e discentes de uma instituição. Gerir esse conhecimento por parte dos docentes corresponde ser responsável por formalizar e sistematizar as mais diversas técnicas na especialidade da Implantodontia aos discentes aqui identificados como cirurgiões-dentistas especializados. Este saber gerir tem proporcionado uma nova visão aos alunos, que aplicam esses recursos e aprimoram a eficiência clínica diária aplicando o capital intelectual absorvido.

O conhecimento é fator de produtividade decisivo e central nos modelos contemporâneos da gestão da carreira do implantodontista. Esta aplicação do conhecimento vem impactando no valor destes especialistas, pois a materialização da utilização desses recursos, somados as tecnologias disponíveis, permitem a atuação em um ambiente globalizado, gerando benefícios intangíveis que agregam valor as reabilitações orais.

Para a devida compreensão do significado do recurso do conhecimento e capital intelectual, deve-se fazer distinção entre dois tipos de conhecimento: conhecimento explícito e conhecimento tácito. O primeiro consiste no conhecimento adquirido formalmente nas academias, livros, periódicos e é empregado como sinônimo de informação; o segundo consiste no processo em que o indivíduo, por meio dos conhecimentos adquiridos formalmente mais a visão que possui do mundo e que é impactada por seu sistema de crenças e valores e experiências adquiridas, trabalha e utiliza a informação criando valor, ou seja, transformando seu conhecimento explícito em tecnologia, novos produtos e serviços, sobressaindo-se de alguma forma.

As disciplinas lecionadas contemplam a justificativa racional da diferença entre o valor de mercado e o valor inserido com o capital intelectual embutido nas reabilitações, bem como, contextualizam a inserção deste conhecimento em funções e objetivos.

Neste módulo os professores do curso de especialização em Implantodontia da EPOG – Joinville-SC, contextualizaram essa didática apresentando de forma prática a cirurgia assistida por computador na modalidade guiada e técnicas de regeneração óssea guiada.

Referências

ANTUNES, Maria Thereza Pompa. Capital Intelectual. São Paulo: Atlas, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de recursos humanos: fundamentos básicos.

5.ed. São Paulo: Atlas, 2003.

CHIAVENATO, Idalberto. Como transformar RH: de um centro de despesa em um centro de lucro. 2.ed. São Paulo:Pearson Education do Brasil, 2000.

CRAWFORD, Richard. Na era do capital humano: o talento, a inteligência e o conhecimento como forças econômicas – seu impacto nas empresas e nas decisões de investimento. São Paulo: Atlas, 1994.

DRUCKER, Peter F. Sociedade pós-capitalista. São Paulo: Pioneira, 1993.

EDVINSSON, Leif. MALONE, Michael S. Capital intelectual: descobrindo o valor real de sua empresa pela identificação de seus valores internos. São Paulo: Makron Books, 1998.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GILES, Thomas Ransom. Dicionário de Filosofia: termos e filósofos. 2. ed. São Paulo:

Pedagógica e Universitária, 1993

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Curso de contabilidade para não contadores. 6. ed. São Paulo:

Atlas, 2009.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Teoria da contabilidade. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1994

KANAANE, Roberto. ORTIGOSO, Sandra Aparecida Formigari. Manual de treinamento e

desenvolvimento do potencial humano. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LEONE, Nilda Maria de Clodoaldo Pinto Guerra. Empresa familiar: desvendando

competências, racionalidades e afeto. São Paulo: Atlas, 2010.

MAYO, Andrew. O valor humano da empresa: valorização das pessoas como ativos. 3. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

MARION, Jose. Carlos. Contabilidade básica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

PORTER, Michael E. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho

superior. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

ROBBINS, Stephen Paul. Administração mudanças e perspectivas. 2. ed. São Paulo:

Saraiva, 2002.

SANTOS, Janice de Almeida. O capital intelectual nas organizações. Monografia

apresentada no curso de administração de empresas pela Universidade Veiga de Almeida.

Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: < http://187.12.201.162/sites/all/themes/uva/files/pdf/

monografia_o_capital_intectual_organizacoes.pdf>. Acesso em: 05 dez. 2013.

SCHMIDT, Paulo. SANTOS, José Luiz. Avaliação dos ativos intangíveis. São Paulo: Atlas,

2002.

STEWART, Thomas A. Capital intelectual: a nova vantagem competitiva das empresas.

Rio de Janeiro: 11. ed. Campus, 1998.

Comentários

comentários