O impacto do posicionamento tridimensional do implante no complexo periimplantar

A reabilitação oral utilizando implantes como suportes protéticos tem se incorporado à prática odontológica como uma alternativa viável ao tratamento convencional. Os estudos científicos longitudinais tem demonstrado sucesso a longo prazo avaliando a efetividade terapêutica desta modalidade restauradora.

Estruturas anatômicas importantes podem ser restrições para o procedimento cirúrgico, criando dificuldade para instalação do implante com posicionamento ideal para suportar reabilitações protéticas satisfatórias com relação a pontos estéticos e funcionais.

No meio dos recursos disponibilizados para reabilitação implanto suportada esta as imagens tomográficas computadorizadas complementadas por um mapeamento digital realizado com programas especialmente desenvolvidos para a implantodontia.

Esta tecnologia torna viável uma correta avaliação tridimensional da estrutura óssea remanescente e possibilita simulações em ambiente virtual, antecipando limitações e dificuldades e as contornando previamente ao ato operatório  e à reabilitação protética.

O planejamento digital possibilita ainda pré-determinar a melhor localização dos implantes, os tipos de implantes e as técnicas a serem utilizadas podendo minimizar os fatores que geram sobre carga aplicada aos implantes. Esta sobrecarga pode levar à reabsorção óssea marginal e ocorrência de fracassos como lesões no complexo periimplantar.

Dessa forma, atualmente os índices de sucesso de implante vão além da ósseo integração, sendo também observadas as taxas de sucesso das próteses sobre implantes, a perda óssea periimplantar vertical e horizontal, o sangramento sondagem e o índice de placa. Com novos índices de sucesso da implantodontia além da necessidade de uma união entre implante e pilar que possam dar mais estabilidade mecânica ao conjunto, que minimizem a infiltração bacteriana e diminuam a perda óssea periimplantar tanto no sentido vertical quanto no sentido horizontal e necessário o uso de ferramentas que auxiliem no  diagnostico planejamento e terapia.

A temática de cirurgia assistida por computador foi abordada junto aos alunos do curso de periodontia com habilitação a implantodontia coordenado pelos Prof. Msc. Libero Carvalho e Prof. Msc. Luiz Henrique Madeira da ABO – Alfenas MG. A condução ficou a cargo do diretor cientifico da DSP Biomedical doutorando em implantodontia Ricardo Toscano e consultor cientifico da DSP Biomedical, doutorando em periodontia Ricardo Denardi. Os alunos tiveram acesso a parte teórica e hands-on de cirurgia guiada. E ao final assistiram a cirurgia guiada em caráter demonstrativo.


Adell R, Lekholm U, Gröndahl K, Brånemark. PI, Lindström J, Jacobsson M. Reconstruction of severely resorbed edentulous maxilla e using osseointegrated fixtures in immediate autogenous bone grafts. J Oral Maxillofac Implants. 1990; 5. 233-4
Balshi SF, Wolfinger GJ, Balshi TJ. Surgical planning and prosthesis construction using 11. computer technology and medical imaging for immediate loading of implants in the pterygomaxillary region. Int J Periodontics Restorative Dent. 2006; 26: 239-47.
Branemark PI, Zarb G, Albrektsson T. Tissue 12. Integrated Prostheses. Osseointegration in Clinical Dentistry. Quintessensse; 1985
Buser D, Schenk RK, Steinemann S, Fiorellini,JP, Fox CH, Stich H. Influence of surface. characteristics on bone integration of titanium implants. A histomorphometric study in miniature pigs. J Biomed Mater Res. 1991; 25: 889-902
COPPEDÊ AR, BERSANI E, MATTOS MGC, RODRIGUES RCS, SARTORI IAM, RIBEIRO RF. Fracture resistance of the implant-abutment connection in implants with internal hex and internal conical connections under oblique compressive loading: An in vitro study. Int J Prosthodont., v. 22, n. 3, p.283-6, may-jun, 2009
Katsoulis J, Pazera P, Mericske-Stern R. Prosthetically driven, computer-guided implant planning for the edentulous maxilla: a model study. Clin Implant Dent Relat Res. 2008.
Ludlow JB, Davies-Ludlow LE, Brooks SL. Dosimetry of two extraoral direct digital imaging devices: new tom cone beam CT and Orthophos Plus DS Panoramic unit. Dentomaxillofac Radiol. 2003; 32: 229-234.
SKALAK, R. Stress transfer at the implant interface. J Oral Implantol., v.13, n. 4, p.581-93, 1988.
SMITH DE, ZARB GA. Criteria for success of osseointegrated endosseous implants. J Prosthet Dent., v. 62, n. 5, p.567-72, nov., 1989.
Valerón JF, Velázquez FJ. Placement of screw- type implants in the pterygomaxillary-pyramidal region: surgical procedure and preliminary results. Int J Oral Maxillofac Implants. 1997; 12: 814-9.

Comentários

comentários