Sistema ALL-ON-FOUR Modificado

Fatores a serem considerados

O sistema ALL-ON-FOUR tem sua concepção para reabilitações implantossuportadas com limitações anatômicas preconizando evitar a técnicas de enxertos ósseos para aumento do volume destas estruturas de suporte. Alguns fatores devem ser considerados para o sucesso desta técnica que exigem uma alta previsibilidade por ser tratar de situações clinicas exigentes e objetivando a aplicação de protocolos de função imediata.

Estudos comprovam que a colocação de implantes axiais em função imediata demonstra ser segura e previsível a longo prazo, porém a perda de elementos dentários posteriores favorece a reabsorção do osso alveolar tornando impossível a instalação dos implantes sem recorrer a instalação de implantes angulados, maximizando a utilização do osso existente. A utilização implantes angulados representam a chave deste conceito de reabilitação. Este sistema fundamenta-se no quesito que o suporte dos implantes é movido para posterior, o comprimento do implante a utilizar pode ser aumentado, o implante segue uma estrutura óssea densa potencializando a estabilidade primaria. A posição dos implantes é determinada sob ponto de vista protético, permitindo uma distância Inter implantar favorável, e diminuindo cantilever.

Porém alguns fatores devem ser observados no planejamento da técnica como magnitude e direção da força mastigatória, parafunção, altura da coroa clínica, sexo , idade, qualidade óssea, formatos do arco e local remanescente ósseo. Os fatores secundários devem ainda participar da avaliação para o planejamento entre eles largura, formato e design da arcada a ser aplicada a técnica.

A utilização da análise finita de elementos para comparar o stress coronal após a aplicação de forças oclusais conclui que existe uma vantagem biomecânica na utilização de implantes angulados distalmente, em oposição à utilização de implantes axiais suportando um maior número de dentes suspensos, Em contra partida  integridade dos componentes aplicados em implantes inclinados mostrou-se mais apropriado, pois apresentou uma distribuição no carregamento mais uniforme e com isso níveis menores de tensão. No entanto quando foram estudadas as tensões a nível implante/osso, surgiram tensões bem acima do sistema utilizando implantes retos, sendo esta uma desvantagem para o paciente. As tensões geradas podem ultrapassar os limites fisiológicos gerando reações orgânicas desfavoráveis. Caso estas tensões ultrapassem o limite de elasticidade do tecido ósseo, poderão surgir micro fraturas.

Maló P, Rangert B, Nobre M. “All-on-4” immediate-function concept with Brånemark System implants for completely edentulous maxila: A 1-year retrospective clinical study. Clin Implant Dent Relat Res 2005; 7: S88-S94.

Fortin Y, Sullivan RM, Rangert B. The Marius implant bridge: surgical and prosthetic rehabilitation for the completely edentulous upper jaw with moderate to severe resorption: a 5-year retrospective clinical study. Clin Implant Dent Relat Res 2002;4:69-77.

Testori T, Meltzer A, Del Fabbro M, Zuffetti F, Troiano M, Francetti L, Weinstein RL. Immediate Occlusal loading of Osseotite implants in the lower edentulous jaw. Clin Oral Impl Res 2004;15:278-284.

Van Steenberghe D, Molly L, Jacobs R, Vandekerckhove B, Quirynen M, Naert I. The immediate rehabilitation by means of a ready-made final fixed prosthesis in the edentulous mandible – A I-year follow-up study on 50 consecutive patients. Clin Oral Impl Res 2004;15:360-365.

Chiapasco M, Gatti C. Implant-retained mandibular overdentures with immediate loading: a 3- to 8-year prospective study on 328 implants. Clin Implant Dent Relat Res. 2003;5(1):29- 38.

Chiappasco M. Osteointegrazione e carico immediate. Fondamenti biologici e applicazioni cliniche. Milano, Itália: Masson, Spa, 2000: 60-102.

Schropp L, Isidor F, Kostopoulos L, Wenzel A. Patient experience of, and satisfaction with, delayed-immediate vs. delayed single-tooth implant placement. Clin Oral Implants Res 2004;15:498-503.

Meredith N. Assessment of Implant Stability as a Prognostic Determinant. Int J Prosthod 1998;11:498-501.

Comentários

comentários