Sistema ALL-ON-FOUR utilizando implantes DSP Biomedical com técnica de cirurgia guiada. 

A modalidade de reabilitação protética  implanto-suportada sobre quatro implantes é conceituada como all-on-four. Sua distribuição no arco maxilar ou mandibular são dois implantes posicionados anteriormente paralelos e dois posteriormente inclinados.

Um criterioso planejamento se faz necessário para aplicação da técnica abordada como número de implantes, qualidade óssea, comprimento dos implantes e extensão do cantilever.

Um maior espaçamento entre os implantes compensa a diminuição do número destes dispositivos, mantendo a figura do polígono. Implantes distais inclinados e unidos pela estrutura da prótese possibilitam uma diminuição do comprimento do cantilever.

A angulação no eixo de inserção de implantes vem sendo proposta para casos limítrofes onde a atrofia óssea de mandíbula ou maxila impede ou dificulta a instalação de implantes de forma axial.

O uso de cirurgia assistida por computador modalidade guiada é uma alternativa de complementação de instalação dos implantes evidenciando o posicionamento tridimensional com o uso de tomografia computadorizada e tecnologia CAD-CAM possibilitando o estabelecimento de um adequado posicionamento tridimensional do implante, evitando o carregamento excessivo e o insucesso do tratamento.

Paciente do gênero feminino com insatisfação na estabilidade de prótese total em mandíbula buscou escola de pós-graduação (ICOS, Joinville, Santa Catarina, Brasil) para reabilitação com implantes dentários. Foi realizado o planejamento reverso para restabelecimento das proporções faciais, linha do sorriso e dimensão vertical. Após duplicação do planejamento reverso em resina acrílica transparente foram realizadas duas tomografias computadorizadas de feixe cônico (CBCT): CBCT do planejamento reverso em boca (guia tomográfico) e uma tomografia somente do planejamento reverso duplicado. Após inclusões dos arquivos DICOM em software específico (P3dental, Viamão, Rio Grande do Sul, Brasil) foram planejados virtualmente 4 implantes em região de mandíbula seguindo a modalidade all-on-four conforme planejamento reverso prévioApós a aprovação dos posicionamentos e dimensões dos implantes virtuais foi confeccionado um guia cirúrgico para realização de cirurgia guiada com utilização de kit FITGUIDE (DSP BIOMEDICAL, Campo Largo, Paraná, Brasil). Após estabilização da guia cirúrgica em boca os implantes foram instalados conforme o planejamento virtual mediante as anilhas impressas e conexões de instalação disponíveis no kit FITGUIDE. Os implantes foram deixados submersos por 4 meses a ativados após esse período.

Através da cirurgia guiada promove-se um procedimento cirúrgico mais rápido, previsível, com menor morbidade e desconforto pós-operatório e, principalmente, um correto posicionamento tridimensional dos implantes dentários instalados.     

Autores: 

Ricardo Denardi , DDS, MSc, PhD Student

Ricardo Toscano , DDS, MSc, PhD Student

Flavia Guimarães, DDS

Leonardo Zanini Prando, DDS

Referências

Brånemark P-I, Zarb GA, Albrektsson T. Protesis tejido-Integrados la osseointegración en la Odontologia clínica. Berlin: Quintessence; 1987; 251-7.

Brånemark PI, Engstrand P, Ohrnell LO, Gröndahl K, Nilsson P, Hagberg K, et al. Brånemark Novum: a new treatment concept for rehabilitation of the edentulous mandible. Preliminary results from a prospective clinical follow-up study. Clin Implant Dent Relat Res 1999;1(1):2-16. Parel SM, Schow SR. Early clinical experience with a new one-piece implant system in single tooth sites. J Oral Maxillofac Surg. 2005 Sep;63(9 Suppl 2):2-10.

Broggini N, McManus LM, Hermann JS, Medina RU, Oates TW, Schenk RK, Buser D, Mellonig JT, Cochran DL. Persistent acute inflammation at the implant-abutment interface. J Dent Res. 2003 Mar;82(3):232-7.

Brosh T, Pilo R, Sudai D. The influence of abutment angulation on strains and stresses along the implant/bone interface: comparison between two experimental techniques. J Prosthet Dent. 1998 Mar;79(3):328-34.

Finne K, Rompen E, Toljanic J. Prospective multicenter study of marginal bone level and soft tissue health of a one-piece implant after two years. J Prosthet Dent. 2007 Jun;97(6 Suppl):79-8

Krekmanov L, Kahn M, Rangert B, Lindstrom H. Tilting of posterior mandibular and maxillary implants of improved prosthesis support. Int J Oral Maxillofac Implants 2000 May- Jun;15(3):405-14.

Kohn DH. Overview of factors important in implant design. J Oral Implantol. 1992;18(3):204-19. Review.

Malo P, Rangert B, Nobre M. “All-on-Four” immediate-function concept with Branemark System implants for completely edentulous mandibles: a retrospective clinical study. Clin Implant Dent Relat Res. 2003;5 Suppl 1:2-9.

Malo P, de Araujo Nobre M, Lopes A. The use of computer-guided flapless implant surgery and four implants placed in immediate function to support a fixed denture: preliminary results after a mean follow-up period of thirteen months. J Prosthet Dent. 2007;97(6 Suppl):S26-34a.

Malo P, de Araujo Nobre M, Rangert B. Short implants placed one-stage in maxillae and mandibles: a retrospective clinical study with 1 to 9 years of follow-up. Clin Implant Dent Relat Res. 2007;9(1):15-21b.

Malo P, Nobre M, Lopes A. The rehabilitation of completely edentulous maxillae with different degrees of resorption with four or more immediately loaded implants: a 5-year retrospective study and a new classification. Eur J Oral Implantol. 2011;4(3):227-43.

Mattsson T, Köndell PA, Gynther GW, Fredholm U, Bolin A. Implant treatment without bone grafting in severely resorbed edentulous maxillae. J Oral Maxillofac Surg. 1999 Mar;57(3):281-7.

Riedy SJ, Lang BR, Lang BE. Fit of implant frameworks fabricated by different techniques. J Prosthet Dent. 1997 Dec;78(6):596-604.

Sertgöz A, Güvener S. Finite element analysis of the effect of cantlever and implant length on stress distribution in an implant-supported fixed prosthesis. J Prosthet Dent. 1996 Aug;76(2):165-9.

Vasconcelos LW. Implantes inclinados no sentido póstero-anterior da maxila: apresentação de caso clínico. Rev Assoc Paul Cir Dent. 2003;57(6):434-8.

Comentários

comentários